As Crônicas das Irmãs Bruxas - Jessica Spotswood

12 Comments
Olá amoras!

Hoje vou falar com você sobre uma série que me deixou sem fôlego enquanto lia. Desde que vi a Editora Arqueiro divulgar o lançamento de Enfeitiçadas, eu fiquei louca querendo, mas também eu fiquei louca querendo outros mil novecentos e noventa e nove livros, rsrsrsrs, e sempre fui adiando a compra, mesmo porquê por se tratar de uma série eu não queria comprar, ler e ficar esperando pelos outros dois: Amaldiçoadas e Predestinadas, e eis então que outro dia passeando pelo site da Amazon me deparo com os três livros, e o que eu fiz? Comprei claro. Então amoras, me perdoem, mas hoje a fotos dos livros serão fotos digital, porque eu ainda, e friso bem o AINDA, não comprei o físico; mas vou comprar, porque mesmo eu sendo super adepta aos ebooks, alguns livros físico eu não abro mão de ter. Quem é leitora me entende, não basta a gente ter o livro, temos que manuseá-lo, e no fim essa minha leitura das irmãs bruxas vai acabar saindo mais caro do que se tivesse aguardado ir até a livraria e encomendado os três, masssssssssss eu precisa ler, rsrsrsrsr.

Eu não vou fazer como sempre faço colocando a resenha de cada livro, vou fazer um apanhado da série, mesmo porquê como li os três um depois do outro , eu não consigo pensar neles como livros separados, e sim no todo. Ok?

Eu já falei demais, vamos lá conhecer essa série que eu mais que recomendo:


 “Jessica Spotswood combina ficção histórica e paranormalidade em um romance fascinante que trata de bruxaria, liberdade, responsabilidade familiar e amor.” – Booklist
Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará à idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror.
Quando Cate descobre esta profecia no diário de sua mãe, morta há poucos anos, entende que precisa repensar seus planos. Qual sera a melhor opção: servir a Irmandade, longe dos olhos vigilantes dos Irmãos caçadores de bruxas, aceitar uma proposta de casamento que lhe garanta proteção e segurança ou abandonar tudo e viver um grande amor proibido?
Prepare-se para se encantar com os jovens pretendentes de Cate, abominar o ódio e a repulsa que os Irmãos dedicam a meninas e mulheres, e aguardar ansiosamente pela sequência de As Crônicas das Irmãs Bruxas.” (Editora Arqueiro)

As Crônicas das Irmãs Bruxas é o livro de ficção que li quem mais chega perto do que realmente foi a perseguição as bruxas no século XVII e XIX. Para descrever a instituição perseguidora a autora não usou nenhum religião ou credo, ela simplesmente os definiu como sendo os "IRMÃOS". Os irmãos eram homens, claro porque onde se viu mulher voz ativa naquela época; sendo ela bruxa ou não; que instauraram o terror da caça as bruxas. No iníco da perseguição muitas delas foram queimadas vivas em praça pública, outras enforcadas, e outras sumiram. Porém como passar do tempo a pela de morte foi suspensa, e as bruxas eram 'só' caçadas (momento revolta da leitora). Então ser bruxa era mais um fardo do que uma coisa boa, como muitos enxergam até hoje.  No meio de tantas bruxas, três irmãs se destacam: Cate, a mais velha; Maura, a do meio; e Tess a caçula.

A irmãs ficam órfã muito cedo e tudo que a mãe delas ensinou sobre bruxaria era que elas deviam se esconder e se preservar, porque era errado usar magia. No seu leito de morte Annna (a mãe) faz Cate prometer que irá cuidar das irmãs, e Cate leva isso muito a sério apesar de ter só 13 anos na época, e como a mãe ela nunca deixou as irmas usarem magia, e tão pouco ela usava.

Porém Cate está chegando na idade onde ou deve anunciar sua intenção de casar (e com quem), ou se pretende se juntar a Irmandade, que seria o convento da época. Cate se vê pressionada a ter que escolher, porque ela não quer deixar as irmãs, não é apaixonada por ninguém, e muito menos deseja ser 'freira' sendo bruxa. Mas ela tem uma vizinha fofoqueira que convence ao pai que o melhor para as irmãs seria ter uma governanta, já que elas precisam ser 'damas da sociedade' já que o pai é abastado financeiramente, e com Cate tendo que se decidir em breve as duas menores precisarão de alguém que cuide delas. O pai concorda em arrumar uma governanta, oque deixa Cate muito brava, e Maura radiante porque ira conhecer coisas e gente nova, coisa que Cate não permite. Quando a governanta chega, Cate vê que ela é pouco mais nova que a sua futura tutora, e isso a deixa ainda muito mais chateada. Ela dificulta ao máximo a convivência com Elena, a governanta, enquanto Maura se derrete, e Tess ó observa tudo (ela é uma excelente observadora).

Algo em Elena é estranho, misterioso. Enquanto Cate tenta entender a governanta, ela acaba se apaixonando por Finn, filho do dono da única livraria da cidade, que é investigado pelos Irmãos, tendo em vista que conhecimento na época era sinônimo de perigo. Entre tantas confusões que Cate se mete para descobrir mais sobre a bruxaria, ela descobre a profecia (Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará à idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror.)  onde as protagonistas são ela e suas irmãs e fica desesperada por saber mais, e com isso a mãe de Finn entra na historia e acabada ajudando Cate.

Cate decide contar  a Finn quem ela é, e mesmo sabendo de toda verdade ele a pede em casamento,e os dois armam um plano para ela anunciar sua intenção de se casar antes da data, porém Elena descobre esse plano e ameaça dizer aos Irmãos que tanto a mãe quanto a irmã de Finn são bruxas (uma baita mentira), caso ela não vá para a Irmandade.

E é aí que toda aventura de Cate começa de fato. Ela cede a chantagem e vai para Nova Londres se junta a Irmandade, sendo ela uma das três irmãs da profecia e sendo a mais velha todas irmãs acham que ela pode ser a irmã da profecia. Ela é a mesmo tempo bajulada e destratada, e em ambos casos pelo mesmo motivo: ela poder ser o oráculo que irá salvar as bruxas das garras dos Irmãos.

Cate se isola, sofre, odeia ser bruxa porque isso a tirou de perto das irmãs e de Finn; ela é muito cobrada a começar a se encaixar, digamos assim, no que a profecia diz; e ela só se sente melhor quando suas irmãs e Finn se mudam para Nova Londres, aí ela tira força para lutar pela causa das bruxas. Mesmo tendo as pessoas que amam ao seu lado, a via de Cate não será fácil, ela é u ma bruxa muito poderosa, e com tal poder ela se cobra muito, ela acha que cabe a ela proteger todos que a amam e que ela ama.

No decorrer dos três livros temos uma narrativa tão realista e é tão palpável e fácil de imaginarmos que tudo aquilo poderia ter acontecido, que me chegou a dar asco de como as bruxas eram tratadas, como o fato de não se conhecer algo e meso assim o julgar é algo inconcebível. Claro que no livro temos bruxas más, mas não por serem bruxas, mas por serem pessoas ruins, com sentimentos ruins.
E mais uma vez vemos que tudo gira tão em torno de poder, de quem o detém e o deterá.

O final foi diferente do que eu esperava, porem também foi oque poderia ser o mais perto de se acontecer se caso todos pensassem com Cate, Finn, e o Ser. Brennan, um Irmão progressista, que não apoiá os Irmãos, mas que acha que tudo se resolve com conversa..

Eu não classificaria ele numa categoria para estudos de como as bruxas foram perseguidas, mas o considero uma leitura valiosa para observarmos o quanto o egoísmo, a sensação de superioridade, e o poder mal administrado pode ser perigoso, seja para o lado que for.

De maneira muito pessoal o livro me tocou. E para aqueles que lêem um livro com temática forte e parte para outra como e o livro tinha acabada, sinto muito dizer que eu sou do tipo que reflete muito sobre o que o livro pode me ensinar, e As Crônicas das Irmãs Bruxas me ensinou o quanto a intolerância pode ser perigosa. O quanto o que é certo para mim, se não for certo para o outro pode levar a uma perseguição em prol de se pregar a sua 'verdade' como única.

Recomendo muito a leitura, e se lerem ou se já leram, me digam o que acharam.

Namaste!






You may also like

12 comentários:

  1. Olá amora, primeiro que achei estas capas belíssimas e mostra bem que bruxas nada mais são que mulheres com uma forte ligação com os elementos da natureza e sua força. Você sabe que já estou com estas obras aqui na agulha para esta leitura e agora lendo sua resenha mais empolgada ainda eu fiquei. Quero muito conhecer a historia das tres irmãs e como elas vão lidar com seus poderes e as perseguições que sofrem.. bjs
    http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lunna, lindeza, anda logo e leia toda a trilogia para trocarmos figurinha. tenho certeza que você vai gostar. Tenho certeza que nosso debate sobre o enredo do livro, vai ser daqueles que nos levam muito além do que o livro em si diz, kkkkkkkkkkkkk bju

      Excluir
  2. OI
    que bom que gostou muito desses livros, parecem ser livros bons e eu tenho vontade de ler desde que vi o lançamento do primeiro, legal que o livro te tocou e eu gosto de histórias com bruxas.

    http://momentocrivelli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise! Eu simplesmente amei a série, super indico para quem gosta dessa temática. Demorei para ler, mas valeu esperar para ter os três e lê-los juntos. bjs

      Excluir
  3. Oi!
    Por enquanto eu só li o primeiro livro da trilogia, mas gostei bastante. Ainda quero ler os outros, porque gostei da temática e da narrativa, mas não sei se isso vai acontecer logo, pois quero ler muitos rs
    Bjs
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Evelise! Essa nossa listo de livros queridos não acaba nunca, né? Se você já leu o primeiro, achoque vai gostar do segundo e do terceiro. O desfecho é muito legal. Quando ler me conte o que achou. bju

      Excluir
  4. sou muito a fim de ler essa série. Fazia tempo que uma história de bruxas me deixava intrigada e curiosa... Acho essas capas bonitas, em especial a do primeiro volume... Um amigo meu leu e disse que depois a história fica mais fraca, mas ainda assim quero a oportunidade de ler... mas físicos, porque pdf pra mim não rola =X

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Val, eu amei muito a série. Demorei para comprar, mas valeu cada minuto passado lendo-os. Eu já me acostumei a ler ebook, acho muito mais fácil e rápido correr até a Amazon, do que esperar pela encomenda da livraria, kkkkkkkkkkkkkk. quando ler, e conte o que achou. bju

      Excluir
  5. Olá Eykler, tudo bem flor?
    Menina, seu blog está lindo! Adorei o novo visual, ficou show!
    Eu sou doida para conferir esta série, mas como você prefiro os físicos, por isto estou aguardando uma boa promoção com os 3 livros para adquirir.
    Sua resenha me deixou com mais curiosidade ainda em conhecer.
    Ótima resenha flor.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Liaaaaaaaaaaaaaaa, amada que saudades de você. Delicia ter você aqui no Amoras com Pimenta, agora, afinal foi meu outro blog que nos uniu. Minha flor, assim que sair uma promo mara da trilogia compre porque tenho certeza que você não vai se arrepender. A Arqueiro acertou no alvo quando publicou As Crônicas das Irmas Bruxas. Bjus

      Excluir
  6. Nossa, as duas primeiras capas são lindas, já me chamaram a atenção por aí, hehe. E eu não tinha ouvido falar dessas histórias ainda, me chamou um pouco atenção, assim que der vou dar uma olhadinha <3

    ResponderExcluir
  7. Eu li os dois primeiros livros e simplesmente amei de paixão, leitura recomendadíssima. Estou esperando o último chegar para me jogar na leitura.

    ResponderExcluir