Sombras da Primavera - Keila Gon

8 Comments
Olá amoras!

Há tempos eu deixei de ser uma blogueira literária, mas não deixei de ser uma leitora voraz. E sendo uma leitora como sou, me dediquei e me possibilitei a ler somente livros que me trazem felicidade e prazer. E assim me sinto com os livros da Keila Gon.

Quando falei com vocês sobre Cores de Outono (dica aqui), creio não ter sido justa o suficiente com o livro e com a alegria que ele me trouxe ao ler suas páginas. Nascida e criada no interior de Minas Gerais, tendo minha avó morando numa pequena cidade aos pés da Serra da Mantiqueira, não foi difícil eu visualizar tudo que a Keila descreveu tão belamente em seus livros.

Cores de Outono é aquele livro que nos traz de volta a magia dos livros e a magia da magia. Quando a Keila me enviou Cores  (isso logo que o livro foi lançado) eu demorei um pouco para ler, e quando o li fiquei olhando para o nada um tempo e me perguntado por que não o li antes. Mas valeu a pena a demora em ler Cores, porque quando o li foi de frente para uma montanha linda, que conseguiu me por em cena na montanha dos Von Berg, e a cada cena que se passava eu consegui me visualizar encontrando tudo que Melissa, a protagonista, encontrou na montanha.



Sinopse: Sombras da Primavera - Amor, escolha, compromisso...
No segundo volume da saga, Melissa e Vincent lutam para perseverar em suas promessas e arriscam suas vidas para encontrar uma resposta... Quem controla o coração? O medo ou o amor?
Conflitos agitam a frágil realidade do Mundo Físico, enquanto intrigas se multiplicam em um Mundo Mágico, inóspito, onde nem tudo é o que parece ser. Amizades improváveis surpreendem com novas alianças; maldições e traições colocam o perigo perto de quem se ama. Sombra e Luz estão em confronto mais uma vez... entre dificuldades e perdas, a esperança renasce com uma surpreendente descoberta e apenas a herança de uma linhagem única poderá mudar o rumo dessa história.
Melissa e Vincent confiaram no destino, agora, precisam confiar na força deste amor.


Quando conversei com a Keila e ela me disse que me enviaria Sombras da Primavera como um presente porque eu acompanho a saga desde o inicio, foi um misto de felicidade, com uma sensação de estar fazendo parte de algo maior, como se eu pudesse viver toda magia que Keila proporciona a seus leitores. E devo lhes confessar que dessa vez eu demorei menos para pegar o livro em minhas mãos e ler, porque eu sabia o sentimento que me invadiria ao terminar suas páginas. Eu não sou o tipo de leitora que se apaixona pelo mocinho e fica suspirando aos quatro ventos por ele, mas sou o tipo de leitora que se irrita quando me deparo com uma mocinha que fica choramingando pelos cantos, mas em Sombras da Primavera foi impossível não me apaixonar por Vincent, ainda mais, e não deixar de admirar a Melissa como mulher.

Em Sombras, vamos conhecer um Vincent apaixonado, certo de seu amor por Melissa, certo do que quer e deseja, mas também vamos conhecer um Vincent que teme ser feliz por conta de uma maldição que foi imposta aos magos das sombras. Ao seu lado vamos ter uma Mel pra lá de decidia do que quer, e tudo que ela quer é que Vincent entenda que ela o ama, e que a felicidade dele também é a dela.

Melissa é uma humana comum, não pode ser levada ao mundo da magia, aos olhos de Vincent, porque ela corre muito perigo, a magia pode ser e é perigosa, e é temendo pela sua segurança e a deixando a margem de tudo sobre a magia, que Melissa realmente passa a correr perigo. E é depois de Mel sofrer um grave ‘acidente’ apensa cheirando uma rosa no Jardim do Fogo, é que Vincent resolve que ela deve sim conhecer o seu mundo. Porém é quando ele decide isso que as coisas se complicam para eles, o mago das sombras é acusado de uma série de acontecimentos ruins que vem acontecendo na montanha, entre esse acontecimentos poso lhes contar somente um, a morte de um duende, e como um Sombrio, Vincent não precisaria de um motivo para matar o duende, ele apenas o faria, mas para piorar tudo ele terá esse motivo.

Tentando provar a inocência de seu amado, Melissa entra de vez para o mundo mágico, pede para falar com o Conselho e mostrar a eles o seu lado da versão sobre os fatos, o Conselho aceita recebe-la mas é justamente nesse encontro com o Conselho que o que temiam acontece...

Melissa se aventura pelo mundo das sombras, vai até Amsterdã atrás de outro mago das sombras. Entra nas terras do Demônio das Sombras e nos apresenta Victor, e que apesar de imaginar o quanto ele pode ser perigoso, foi impossível não em encantar por ele e a maneira com recebeu Melissa em seu reino.



Ayla, uma ninfa da água, amiga de Vincent deixa meus sentimentos conflitantes quanto a seu personagem.  Ela se demostra uma amiga fiel, e o é, mas meu ‘eu leitora ciumenta’ fica com um pé atrás com ela, mas no geral ela me cativou muito.

Presença fundamental e de grande importância é a família de Vincent, Aristela e Nicolau (seus ‘pais'), Viviana e Alex, dois elfos que moram na Montanha com a família Von Berg. Armand tem seu espaço cativo em meu pobre ‘core leitor’, e eu e Alice (irmã de Melissa) ficamos dividias em Armand e Heros facinho/facinho, se bem que Alice já sabe quem prefere, kkkkkkk

Gente chorei e ri muito com o livro, desejei veemente ter Aristela, Mãe de Vincent, em minha casa para tomar um chá comigo e ouvir seus conselhos.

Queria muito poder subir a minha montanha, sim aquela que falei que tem na minha cidade, e saber que lá vou encontrar todos Von Berg, e que todos personagens de Keila não estão só as páginas do livro. Aliás, creio que eles não estão só nas páginas do livro não, porque quando fechei Sombras (sim já estou íntima do livro e o chamando somente pelo primeiro nome) tive a nítida certeza que todos personagens deixaram muito deles comigo, e que mesmo sendo um livro de ficção e com personagens fictícios, eu aprendi muito com a determinação de Melissa e como medo de se entregar ao amor de Vincent.

A única coisa eu lamento profundamente é Luz de Inverno ainda não ter sido lançado e eu ter que esperar até o ano que vem para saber como a saga termina.



Ah, ainda em tempo, outra certeza que Sombras me trouxe foi: Vou deixar de ser uma leitora compulsiva e recomeçar minha vida de leitora, porque se tem uma coisa  que sempre gostei foi de reler meus livros, e isso eu não tenho feito. Quando eu fechei a última página do livro, me deu uma saudade de tudo que li, que decidi pegá-lo novamente e dessa vez me deixar levar ainda mais por suas páginas, me deliciar com cada momento do livro, e ler mais devagar (eu o li em 24hs) para poder ter todos os personagens por perto por mais de um dia.

Keila, amada escritora, muito obrigado por ter me proporcionado horas tão felizes ao lado de Melissa e Vincent e toda sua família. Assim como um outro livro que li há anos atrás me trouxe toda alegria de ser leitora, Sombras me trouxe toda felicidade de reler um livro. Beijos de luz e nutellados para você. Amei Alice chamar Mel de Tata, linda homenagem... Blessed be, amora, que sua carreira de escritora seja longa e próspera, para que eu possa desfrutar de personagens tão próximos a mim como  a família da Montanha é. Que assim seja, e que assim se faça. _/\_


Namaste! 

Book Trailer:





You may also like

8 comentários:

  1. Olá,
    O livro parece ser bacana, mas eu realmente não me interessei nem um pouco por ele, a premissa simplesmente não chamou minha atenção.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Inês! Bem vinda ao Amoras com Pimenta. O que mais me fascina no mundo da leitura é essa divergência de opinião e gostos próprios. Que pena que Vincent e Melissa não são o seu estilo de leitura, mas quem sabe eu ainda te de uma dica que você goste. bjs

      Excluir
  2. Oi Maravilha!
    Não gosto de sentir inveja dos outros, mas neste caso creio que me entende! Ainda não li Sombras e nem sei quando acontecerá a leitura, porém espero que seja o quanto antes, pois Cores de tirou uma maré de tristeza e tenho certeza que Sombra também alegrará o meu coraçãozinho ansioso.
    Parabéns pela resenha e para a Keila que escreve maravilhosamente bem!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FER, assim como você leu e releu Cores, você sabe o quanto Sombras me fez feliz. Vontade de me mudar agora para a Montanha (suspirei). bju

      Excluir
  3. Por leitores como você é q a magia da escrita é tão especial, obrigada pelas palavras, pela resenha, e pela emoção q ela deixou em meu coração. Luz em seu caminho, para q a emoção e o encanto sejam presentes em cada olhar! Beijo muito, muito, muito agradecido.
    Keila Gon

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Keila, a única palavra que me vem a mente nesse momento é Gratidão. Gratidão por se aventurar a ser uma autora, por publicar seus livros e por através das palavras toda magia que a leitura possui. _/\_

      Excluir
  4. O que dizer depois de uma resenha dessas?
    Com certeza deu para a gene perceber que você amou os livros.
    É muito bom quando uma leitura nos ganha assim e nos deixa esse gosto bom.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lia, querida, ainda estou perdia no tempo depois de terminar de ler Sombras da Primavera, estou louca pra reler, já. bjs

      Excluir